Cadeira nº 33 PDF Print E-mail

 

 DR. GONÇALO MONIZ SODRÉ DE ARAGÃO (1870-1939)

 

Lente de Patologia Geral

Antonio Carlos Nogueira Britto 

Natural da Bahia. Graduou-se em Medicina, em 1893, após sustentar tese inaugural, no mesmo ano, perante a Faculdade de Medicina da Bahia, versando sobre “Algumas noções sobre a etio-patogenia e o diagnóstico das lesões valvulares do coração esquerdo.

Ajudante de Preparador de Química Mineral e Mineralogia, de 1889 a 1891; Interno da 1.º cadeira de Clínica Médica, de  1891 a 1893; Assistente interino da 1.ª

Cadeira de Clínica Médica, de 1894 a 1895; Lente substituto, concursado, da 4.ª Seção (Fisiologia, Anatomia e Fisiologia Patológicas e Patologia Geral. De 1895 a 1901; Substituto interino da 3.ª Seção, de 1896 a 1897; Substituto da 2.ª Seção (Histologia, Bacteriologia, Anatomia e Fisiologia Patológicas), de 1901  a 1911 ; Professor interino de Histologia, nos períodos de 1902 a 1903 e 1906; idem da 3.ª  Seção, em 1907; idem de Bacteriologia, em 1908; idem de Histologia, em 1909;  Professor ordinário de Patologia Geral, de 1911 a 1915; Professor catedrático de Patologia Geral, consoante a Reforma  do Ensino, de 1915 a 1925; Professor em disponibilidade, em 1925.

Exerceu as funções de diretor do Hospital do Isolamento e diretor geral da Saúde Pública do estado da Bahia e secretário do Interior do Estado.

Bibliografia (vastíssima): Dentre muitas obras preciosas, deve-se ressaltar – Da imunidade mórbida (Estudo geral) – Tese de concurso – Bahia, 1895.

Considerações sobre a peste bubônica. - Gazeta Médica da Bahia. 1899-1900.

Liga Baiana contra a Tuberculose. Conferência. Id. Id.

O sinal de Kernig: valor semiológico. O sinal de Kernig: patologia. Id. Id.

Terminologia médica – Coup de chaleur- coup de Soleil.  Extrato do relatório sobre o Serviço temporário de isolamento dos pestilentos. – Gaz. Méd. Bahia -  1904-1905.

Relação dos livros apresentados pelo Dr. Gonçalo Moniz, membro da Comissão organizadora da Biblioteca da Faculdade de Medicina da Bahia, para o pedido a ser feito à mesma Biblioteca. Bahia, 1908.

O Estado Sanitário da Bahia (Capital) – Gaz. Méd. Bahia. – 1916 – 1917.

Relatório da Diretoria Geral de Saúde Pública da Bahia. 1921.  

A consangüinidade e o código civil Brasileiro – Gaz. Méd. Bahia, 1922-1923, 1923-1924, 1924-1925.

A Medicina e sua evolução na Bahia. (Do número especial do Diário Oficial de 2 de julho  de 1923, comemorativo da Independência da Bahia). Bahia, 1923.

“Memória Histórica da Faculdade de Medicina da Bahia. Relativa ao ano de 1924.” Bahia, 1923.

 

O Dr. Gonçalo Moniz era filho do Prof. Egas Carlos Moniz Sodré de Aragão.